Lima, um roteiro que pode te surpreender

Quando se fala do Peru, logo se lembra de Machu Picchu e dos parques arqueológicos de Cusco. Mas, a cidade de Lima, capital do Peru, pode se tornar uma grande surpresa neste roteiro.

Enquanto a região sul da cidade tem ares de  São Paulo, ao norte o que se encontra são ares de interior, que preserva viva a cultura local. Desde as apresentações musicais nas praças até o tipo de comidas típicas. Roupas com cores fortes e vibrantes. Construções históricas e rústicas, entre elas importantes templos, conventos, casarões e sacadas encantam os turistas. Por lá fica também a cidade de Caral, civilização mais antiga da América do Sul.

O que conhecer na região sul:

O Parque do Amor, no distrito de Miraflores, é um dos melhores lugares na cidade para passar o fim de tarde e observar o bonito visual de Lima para o mar. Em cima de um barranco enorme e cheio de flores coloridas, o parque é o cenário perfeito para tirar fotos e namorar. No lugar está a estátua O Beijo, obra de Victor Delfín, e um grande muro ondulado cheio de frases famosas de artistas peruanos.

Parque do Amor, onde tem a estátua O Beijo, ao sul de Lima / Foto: Conceição Pacheco

Caminhando um pouco mais você vai se deparar com o shopping Larcomar. Os shoppings muitas vezes podem ser parecidos: lojas, praças de alimentação, pessoas fazendo compras, sacolas cheias… no entanto, em Lima isso é diferente. O Larcomar é um shopping pouco comum e vale a pena conhecê-lo, não por causa de suas lojas, mas pelo visual. O shopping foi construído em cima de um dos enormes barrancos de Miraflores e tem uma vista lindíssima para o Oceano Pacífico. É o lugar ideal para fazer uma refeição apreciando um belo visual ou tomar um café olhando o mar.

À noite não deixe de dar um volta no bairro de Barrancos, ao lado de Miraflores. Por lá fica o Ayahuasca, a um dos bares mais contemporâneos de Lima. O Ayahuasca fica num casarão antigo lindo e foi indicado pela revista inglesa Condé Nast Traveller como um dos hot spots de Lima. Com vários ambientes diferentes, decorados no estilo Philippe Starck, com veludos, cores e uma iluminação perfeita. O local é ideal para conhecer pessoas e experimentar os famosos drinks de Lima. Eu provei uma bebida chamada Peru Colado (mistura de leite de coco, morango e psico, a cachaca peruana) o sabor é excelente e a bebida refrescante.

O que conhecer na região norte:

Na Praça Principal de Lima apresentações culturais encantam os amantes do ritmo peruano. Por lá também encontrará muitas pessoas vendendo ingressos para passeios ao redor da cidade, como o Morro de São Cristóvão. A chegada até o topo do morro não é fácil: ruas estreitas, casas e mais casas e curvas bem acentuadas, tem momentos que tudo fica muito parecido com uma montanha russa, mas ao chegar no topo e avistar toda cidade de Lima, chegará à conclusão que vale a pena a aventura.

Além do Morro de São Cristóvão, vale a pena passar pela Praça Principal de Lima. Ao redor da praça fica a Catedral de Lima, o Palácio do Governo e a Câmara Municipal Provincial de Lima. Na parte central destaca-se um tanque de bronze do século XVII.

A Catedral de Lima, no praça principal da capital peruana/ Foto: Conceição Pacheco

Já a Catedral de Lima, ocupa o mesmo lugar onde se encontrava a primeira igreja maior de Lima. O interior é austero, embora abrigue verdadeiras joias históricas, como o conjunto de cadeiras do coro de Baltasar Noguera, diversos altares laterais e os restos de Francisco Pizarro. Além disso, pode-se visitar o Museu de Arte Religiosa, com uma importante coleção de telas, esculturas, cálices e casulas.

O Palácio de Governo, é outro lugar que surpreende pela decoração. Residência de Francisco Pizarro (1535), que a construiu sobre o terreno que fora ocupado por Taulichusco, curaca (chefe) do vale do Rímac. Desde então, o lugar é centro do poder político do Peru. Na década de 1920 foi reconstruído depois de um incêndio. Conta com numerosos pátios e salões dedicados a personagens insignes da história peruana, cuidadosamente decorados com notáveis peças de arte.

A Igreja e Convento de São Francisco é um conjunto arquitetônico do século XVII. Inclui a igreja, o convento e a praça. Na fachada destaca-se uma cornija aberta com arcos, na qual se aprecia a Imaculada Conceição. A área dos claustros, decorados com azulejos, abriga o Museu de Arte do Vice-reinado. Além disso, pode-se visitar as catacumbas (galerias subterrâneas) que serviram como cemitério durante a colônia.

No museu Casa de la Gastronomía vai se surpreender com a cultura da cozinha peruana. Localizado na casa do antigo Palácio de Correios de Lima, adjacente ao Palácio de Governo, conta com quatro ambientes: a Sala Permanente, a Sala Temporária, a Sala de Audiovisuais e a Sala do Pisco, dedicada à bebida principal  do Peru. No percurso é possível observar um quadro da evolução da gastronomia.

 

 

Conceição Pacheco

Conceição Pacheco

Conceição Pacheco é jornalista, mestranda em linguística pela Unicamp, e uma mulher apaixonada por viagens! Ela compartilha seus roteiros no Blog Viagens em Conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *