Cinema que nos faz sentir!

Baseado no livro do escritor americano André Aciman, “Me Chame Pelo Seu Nome, (Call Me By Your Name, 2007)”, teve sua versão audiovisual lançada em 2017 no cinema. Dirigido pelo italiano Luca Guadagnino e estrelado por Timothée Chalamet e Armie Hammer e, tendo ainda um dedo brasileiro na produção feita por Rodrigo Teixeira, o longa é simplesmente um dos filmes mais delicados e sinceros sobre amor feito nos últimos anos.

O filme é uma belíssima história de amor e o fato de ser entre duas pessoas do mesmo sexo e com diferença de idade, é insignificante diante dos contextos sociais atuais. É um longa que nos traz a sensação de nos apaixonarmos e vivermos algo tão forte e sublime como o amor. A atuação de Timothée, representando Elio de 17 anos, é impressionante e já o fez receber várias indicações nessa temporada de premiações.

“Me Chame Pelo Seu Nome” é um daqueles filmes que tudo é muito bom, as atuações, a trilha sonora, a cinematografia, a direção, a produção, as locações, o roteiro, o figurino… tudo! Ênfase para as duas belas e delicadas canções compostas e gravadas pelo cantor americano Sufjan Stevens, “Mistery of love” e “Visions of Gideon”, que de uma certa forma narram a sensação de Elio durante o filme.

Vale a pena conferir e apreciar a sensibilidade de todos os envolvidos nesta produção. Dez estrelas de dez ★★★★★★★★★★.

 

Fotos: Divulgação

Victoria Hautz

Victoria Hautz

Victoria Hautz sempre apreciou o cinema de uma forma diferente. Em 2016, estudou na Dinamarca e um de seus cursos foi cinema mundial. A jovem cinéfila afirma que sétima arte pode nos afetar muito positivamente se deixarmos. Indica assistir pelo menos um filme por semana, com um conteúdo mais profundo e uma produção de qualidade para descobrir um mundo novo dentro de si mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *