Argentina: um roteiro além de Buenos Aires

Desta vez, a dica do Blog @Viagens em Conta é para quem gosta de viajar mas não quer ir para muito longe. A Argentina é uma boa escolha, por sua proximidade com o Brasil (apenas duas horas de voo), e também por ter passagens a preços bem em conta.

Famosa pelo ritmo envolvente do tango, vinhos saborosíssimos, e a carne mais macia do mundo, a Argentina tem muito a ser explorada. E se você quer um roteiro mais alternativo, saindo do circuito Buenos Aires, conheça as cidades de Tigre e  Luján. E de quebra poderá acrescentar mais um país na sua lista, o Uruguai. Você pode atravessar o Rio de la Plata e conhecer a cidade de Colonia del Sacramento, há embarcações que saem todas as manhãs até o país vizinho e retornam a Buenos Aires no final da tarde! Agora vamos às opções de passeio para curtir a Argentina.

A Casa Rosada, em Buenos Aires, merece ser visitada

Tigre, um lugar repleto de cultura e romantismo

O município de Tigre fica a 33 km da cidade de Buenos Aires na chamada Zona Norte, nas margens dos rios Tigre e Luján. Entre os atrativos estão o ChinaTown, um mercado com muitas variedades artesanais e gastronômicas e o Museo Naval de la Nacion que exibe diversos atrativos de guerra. Mas com certeza você se encantará com o  Museu de Arte de Tigre,  que exibi beleza desde o jardim localizado na entrada até as torres de sua construção arquitetônica.  Existem várias alternativas para chegar  em Tigre, desde o centro da cidade de Buenos Aires. Uma delas (e a mais em conta) é pegar o trem da linha Bartolomé Mitre (sentido Tigre), na estação Retiro; a viagem demora de 45 a 50 minutos até chegar ao ponto final.

Luján, contato com a natureza e animais silvestres

Para quem gosta de animais e quer ter a oportunidade única de interagir com eles, o é passeio imperdível. Há muitas polêmicas entorno do Zoo Luján, mas o passeio é interessante, os animais bem tratados, e o local reserva uma exposição de carros dos anos 50, ideal para colecionadores. O Zoológico de Lujan fica fora da capital Federal, a 67 km de Buenos Aires. Se estiverem em grupo de 4 pessoas, a melhor opção para chegar lá é o táxi, demora uns 40 minutos. Ou ir de ônibus, que é tranquilo, como eu fui: leva quase 2 horas. O ônibus é o 57 rápido, que sai da Plaza Italia em Palermo, e vai em direção a cidade de Mercedes. Atenção que existem vários ônibus 57, confirme se passa no Zôo de Lujan. Compre o ticket na bilheteria que fica ao lado do ponto.

Buenos Aires, os principais pontos turísticos

Apesar de não ser o foco, não dá pra ir à Argentina e não visitar os principais e tradicionais pontos de Buenos Aires. O Teatro Colón, a Plaza De Mayo e a Casa Rosada., repletas de histórias e  lugares lindos para fazer muitas selfies (risos). Aproveite e faça uma parada para experimentar o famoso sorvete de doce de leite argentino, o sabor é bem diferente do nosso sorvete aqui do Brasil. E à noite se programe para ver uma peça de teatro e o imperdível show de tango.

La Caminito, lugar no subúrbio que mistura cultura e ritmos

La Caminito, no La Boca

Para os amantes do futebol, o La Bombonera, oficialmente conhecido como Estádio Alberto J. Armando, do Club Atlético Boca Juniors, não pode ficar fora do roteiro. O bairro é uma mistura de culturas e ritmos. Nos restaurantes é comum apresentações de tango e interação com o público, já que os músicos passam de mesa a mesa para tirar os clientes para dançar. Um lugar muito agradável para sentir o “ritmo” do subúrbio da Argentina.

Saavedra, Distrito Federal – Um barzinho alternativo

O bairro de Saavedra é charmosíssimo e merece uma visita. Mas, o destaque deste local é um bar totalmente alternativo, o AntiDomingo. Por lá a música é de primeira qualidade e são servidas as  melhores empanadas da Argentina, sem contar na decoração que é totalmente rústica e ao mesmo tempo aconchegante. Um lugar perfeito para fazer boas amizades.

Empanadas, um clássico da gastronomia argentina

Algumas curiosidades: 

O transporte na Argentina é super barato, com 2  pesos argentinos (média de R$ 0,42) é possível circular de uma cidade para outra (viagens de até 40 minutos). O vinho é saboroso e barato. Mas, por incrível que parece, os vinhos mais baratos foram encontrados na rede de supermercados Carrefour, muito comum por lá. As refeições são compostas de carne e salada, e o pão é o principal acompanhamento. Nos restaurantes a couvert chega a ser mais caro do que o próprio prato principal. O melhor lugar para comprar alfajor e lembracinhas é o La Caminito. Tem mercadorias para todos os gostos e bolsos.

Conceição Pacheco

Conceição Pacheco

Conceição Pacheco é jornalista, mestranda em linguística pela Unicamp, e uma mulher apaixonada por viagens! Ela compartilha seus roteiros no Blog Viagens em Conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *