Manaus: um destino histórico com muitas atrações

Localizada no centro da maior floresta tropical do mundo, a histórica cidade de Manaus tem muito a oferecer, tanto em cultura, meio ambiente, gastronomia, história e até economia, afinal é lá que está instalada a Zona Franca de Manaus, onde mercadorias nacionais e estrangeiras recebem incentivos fiscais, reduzindo seus impostos e os preços ao consumidor.

Manaus foi fundada em 1669, mas ficou mundialmente conhecida no começo do século XX, devido à áurea época da borracha, que atraiu investimentos estrangeiros, principalmente o europeu, e seus costumes, que podem ser vistos facilmente na arquitetura dos prédios históricos e no vestuário da época. Não foi à toa que Manaus ficou conhecida como Paris dos Trópicos.

A cidade, que está às margens dos rios Negro e Solimões, é famosa pela biodiversidade da Floresta Amazônica, com rios cheios de vida, com milhares de espécies de animais tanto em terra como na água, e oferecendo uma grande diversidade de passeios espetaculares, como observação de jacarés, visita aos igarapés e igapós, visita aos moradores ribeirinhos e às tribos indígenas e a chance de admirar os lindos e famosos botos cor-de-rosa.

Mas a capital manauara também reserva atrações inesquecíveis em terra, como o maravilhoso e imponente Teatro Amazonas, principal cartão-postal da cidade e localizado na Praça da República, uma das principais do Centro da cidade. Ele foi inaugurado em 1896, com uma sala de espetáculos para mais de 700 pessoas, toda construída em estilo art nouveau e com materiais vindos diretamente da Europa, principalmente da França. Muitas peças ainda são originais.

Para conhecer o teatro são disponibilizadas visitas guiadas durante a semana, em diversos horários, quando é possível conhecer os camarotes, apreciar os figurinos de antigos espetáculos, visitar um camarim da época áurea do teatro e aprender a linda história do primeiro teatro a ter luz elétrica no Brasil.

Próximo ao Teatro estão o lindo Palácio Rio Negro, antiga residência do barão Waldemar Scholz, construída na época da borracha e ainda com piso, ladrilhos e mobília preservados, e o Palacete Provincial, um conjunto de cinco museus que funcionou como a sede da polícia do Amazonas. Lá estão também a Pinacoteca, o Museu de Numismática, Museu da Imagem e do Som e o Museu Tiradentes.

No entorno do teatro estão também o Centro Cultural Palácio da Justiça, a Igreja de São Sebastião, a Galeria Amazônica, com peças de artesanato incrivelmente lindas, e a Casa Museu Eduardo Ribeiro, um palacete onde morou o primeiro governador de Manaus.

Um pouco mais afastado do Centro, na zona norte de Manaus, está a Praia de Ponta Negra. Após sua revitalização, o local ganhou calçadão, mirante, anfiteatro, infraestrutura e uma filial da famosa Sorveteria Glacial, especializada em sorvetes de frutas da região. O pôr-do-sol na praia é imperdível.

Deixe as compras de lembrancinhas para o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, conhecido carinhosamente como Mercadão. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo IPHAN, o Mercadão tem arquitetura do período do auge da borracha. Lá é possível comprar ervas de todos os tipos, frutas, castanhas, artesanato indígena, peixes da região e muito mais.

Um dos parques mais bonitos de Manaus está localizado no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). O Bosque da Ciência foi inaugurado em 1995 e tem uma área de cerca de 130 mil m², com trilhas que facilitam a relação entre os visitantes e a fauna e flora amazônica existentes no parque. Lá estão um viveiro de ariranhas, tanque de peixe-boi, viveiro de jacarés, entre outras atividades.

Manaus também é conhecida pela sua enorme variedade de pratos típicos e exóticos como o forte e delicioso tacacá. Um dos locais mais conhecidos que comercializam a iguaria é o ‘Tacacá da Gisela’, instalado na Praça da República, de frente ao Teatro. Lá está também o Tambaqui de Tenda, um restaurante especializado no peixe tambaqui. Vale muito a pena experimentar.

Além dos peixes frescos dos rios, como tucunaré, piranha e pirarucu, as frutas também fazem sucesso, entre elas o cupuaçu, tucumã, graviola, ingá, maracujá-do-mato e o famoso guaraná, que estão presentes em mousses, sorvetes, doces e sucos.

Texto e fotos: Solange Spigliatti

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *