Pássaro, mestre de capoeira de Jundiaí, tem trabalho premiado

Os mais de trinta anos dedicados à arte da Capoeira fez de Mestre Pássaro, um dos mestres reconhecidos pelo Ministério da Cultura, por meio do Prêmio Culturas Populares “Selma do Coco” de 2018. O Edital aberto pelo então Ministério da Cultura teve com o objetivo incentivar e reconhecer os trabalhos dos mestres pelo Brasil, ao todo foram 200 mestres premiados. Essa é a segunda vez que Mestre Pássaro ganha a premiação, a primeira foi em 2013. “Fiquei muito feliz com o resultado e o reconhecimento do trabalho, afinal são muitos anos dedicados a essa arte em Jundiaí, o prêmio demonstra que estamos no caminho certo de valorização da nossa cultura”, afirma.

Há vinte anos, o mestre possui um trabalho de Capoeira e cultura popular no Centro Cultural “Quem Vem Lá Sou Eu” no bairro Anhangabaú, o espaço já foi palco de inúmeras atividades culturais, como eventos de Capoeira, Roda de Samba Paulista, Oficinas de Maracatu, Oficinas de Danças Brasileiras, Saraus, Cineclubes etc.

Com a premiação Mestre Pássaro pretende retomar os projetos no espaço. “Elaboramos o projeto ‘Vem Gingar Mais Eu’ que oferece aulas de Capoeira gratuitas à comunidade, além de promover outras atividades como Saraus, Cineclubes, Oficinas. Essa é uma maneira de contribuir com a nossa cultura e ‘dividir’ esse reconhecimento com as pessoas que ajudaram a escrever essa história’”, explica. Em 2019, o Centro Cultural de Capoeira “Quem Vem Lá Sou Eu” também foi reconhecido como Ponto de Cultura pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

O projeto “Vem Gingar Mais Eu”
O projeto “Vem Gingar Mais Eu” oferece aulas gratuitas de Capoeira aos sábados às 16 horas na sede do Centro Cultural, para todas as faixas etárias, a partir dos 6 anos. O aluno além de aprender os movimentos da Capoeira também aprenderá sobre a história da Capoeira e suas manifestações, além da musicalidade tão presente na Capoeira.

A sede do Centro Cultural de Capoeira “Quem Vem Lá Sou Eu” fica à Travessa General Martins Francisco Cruz, 96 – Anhangabaú (próximo à Luchini). Mais informações pelo telefone 97097-1017 ou www.facebook.com/barracaoculturaldecapoeira

Da Redação
Foto:Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *