Visita monitorada à Serra do Japi é opção no feriado prolongado

Quem não pretende viajar no feriado prolongado de Corpus Christi (20 de junho) pode aproveitar para fazer um roteiro ecológico na Serra do Japi. O programa de visitas monitoradas oferecido pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente (UGPUMA), terá a trilha da Casa do Conserveiro nos dias 22 e 23 (sábado e domingo). O agendamento é feito diretamente com os monitores, clique aqui.

A Casa do Conserveiro é uma edificação de alvenaria que foi utilizada como moradia por um funcionário público até 2006, e que hoje funciona como apoio às atividades de educação ambiental. O local apresenta uma área que foi reflorestada e possui uma visão parcial da vegetação de encosta. O percurso permeia a mata ciliar do Córrego do Chá, uma pequena corredeira de água a 1.056 m de altitude. A trilha, recomendada para crianças acompanhadas dos pais ou responsáveis e idosos em condições favoráveis para caminhada, apresenta baixo grau de dificuldade, pois seus atrativos estão situados nas proximidades da Base Ecológica.

Com cerca de 4 km de extensão (ida e volta), o roteiro possibilita apreciar a vista panorâmica da cidade e a vegetação dos lajedos rochosos. Após a passagem pela bica de água não potável, o trajeto continua numa subida íngreme rumo à Casa do Conserveiro. O circuito tem capacidade máxima de 15 pessoas.

Visitas guiadas
As visitas à Serra do Japi ocorrem geralmente durante os finais de semana e feriados prolongados. Trata-se de uma atividade de educação ambiental que oferece ao visitante a oportunidade de conhecer o bioma da serra. Segundo a responsável pelo programa de visitas monitoradas da UGPUMA, Patrícia Porto Fernandes, 333 pessoas visitaram a Serra do Japi de janeiro a março deste ano. “Apenas as trilhas que percorrem cachoeiras estão temporariamente fechadas, pois estão passando por manutenção para garantir a segurança dos visitantes”, explica Patrícia.

Quem quiser participar da visita monitorada deve pagar uma taxa diretamente ao monitor responsável pela trilha no dia escolhido. É proibida a entrada na reserva biológica sem acompanhamento de monitores cadastrados. Além disso deve respeitar rigorosamente as regras para visita dentro da reserva biológica: manter-se na trilha ou circuito determinados, não retirar plantas, frutos, sementes ou animais da floresta e levar sacola para guardar resíduos (embalagens de alimentos, garrafas d´água). A roupa recomendada é calça comprida, boné, calçado confortável, fechado e seguro para percorrer trilhas, além de repelente e protetor solar.

 

Da Redação
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *