Facing Death mescla riffs pesados com letras atuais no Jundiaí Rocks

Após a bem-sucedida turnê “From Here To The Unknown”, nome que intitula o primeiro álbum, o power trio Facing Death fará sua estreia em um festival neste sábado (19) , às 14h40, no palco 1 do Jundiaí Rocks no Parque Comendador Antonio Carbonari (Parque da Uva). O evento também terá como atrações as bandas CPM 22 e Raimundos e outros grupos autorais independentes conhecidos na Região como Astronova, Boca de Lobo, Genomma e Velodkos. Também sobem ao palco a paulistana Premiere e o grupo Velha Estação, de Capivari (SP). Os shows serão das 13h às 22h.

Formada em 2015 na cidade de Jundiaí por Flavio Almeida (guitarra & vocal), Briti (baixo) e Diego (bateria), a banda mescla riffs pesados com as sonoridades do Punk Rock com o Heavy Metal dos anos 70 com letra atuais sobre temas marcantes como política, problemas sociais e religião. Inspirados pelas vivências na turnê de “From Here To The Unknown”, lançado em 2017, os músicos se preparam para a gravação do seu 2º álbum, como Flavio detalha na entrevista exclusiva ao Portal Acontece Jundiaí. Confira!

ACONTECE JUNDIAÍ: Como surgiu a Facing Death? Conte um pouco sobre a trajetória da banda

FAlmeida: A Facing Death surgiu em 2015 na cidade de Jundiaí-SP. Somos um power-trio formado por membros de bandas que acabaram no início dos anos 2000. Lançamos nosso primeiro álbum em 2017, chamado “From here to the Unknown”, o qual resultou em 2 vídeos-clipes, 1 show gravado ao vivo no Cerveja Azul e uma tour de promoção do disco. Sobre festivais, é a primeira vez que tocaremos nesse tipo de evento com a Facing Death, apesar de já o termos feito com nossas bandas antigas, até de certo modo com maior frequência. Nós preferimos shows menores, onde conseguimos imprimir a nossa pressão sonora, mas vai ser uma experiência bacana!

ACONTECE JUNDIAÍ: Qual é a proposta da banda? Toda produção é autoral, independente?

FAlmeida: Preferimos autoral, nunca tocamos um cover sequer e nem tocaremos, não faz parte do trabalho que fazemos com a FD. O “From Here” foi lançado de forma independente, mas atualmente estamos trabalhando com o selo Electric Funeral Records (que irá relançar o álbum dia 18/10/2019) e a SOLAT Assessoria de Imprensa. Nós falaremos em nossas músicas sempre o que quisermos e fazemos questão de mostrar de onde viemos, dando voz a quem não é ouvido, essa é a nossa proposta.

ACONTECE JUNDIAÍ: Como o grupo avalia o fomento que a ”cena” da região está ganhando nos últimos tempos?

FAlmeida: O que realmente acontece no meu ponto de vista é, de tempos em tempos a galera se organiza e começa a produzir mais, por exemplo: com o nosso cenário político atual! É inevitável que um monte de material seja criado nesse período, é assim que tem que ser, por isso esse sentimento que a coisa está mais movimentada.

ACONTECE JUNDIAÍ: Fale sobre a oportunidade de tocar em um festival como o Jundiaí Rocks?

FAlmeida: A produção teve muita coragem de colocar as bandas que tocarão nesse fest, e eu aprecio muito isso, pois por exemplo a FD, vai ter a oportunidade de abordar temas como religião, política e problemas sociais para um público que jamais, repito aqui, jamais colaria no nosso show e nas nossas gigs por aí.

ACONTECE JUNDIAÍ: Recentemente vocês lançaram “Dinheiro”, a primeira música em português. Quais são os próximos passos da banda?

FAlmeida: Faremos o próximo disco em português. Já estamos trabalhando nas melodias e preparamos um bloco de músicas inéditas para o Jundiaí Rocks. O disco deve sair via Electric Funeral Records no primeiro semestre do próximo ano e, nele, estamos utilizando as influências que adquirimos durante a tour do “From Here”, dividindo o palco com um monte de gente legal! Será um disco mais dinâmico e mais coeso, musicalmente falando.

ACONTECE JUNDIAÍ: Fiquem à vontade se quiserem acrescentar algo mais, ok?
FAlmeida: Agradeço a oportunidade de poder explicar um pouco a nossa história aqui, e quem for no Jundiaí Rocks poderá conferir um pouco do novo material que estamos produzindo! É isso aí! Valeu!

Confira o clipe da música “Dinheiro”:

Serviço:
Jundiaí Rocks
19 de outubro, das 13h às 22h, no Parque Comendador Antonio Carbonari (Parque da Uva), Jundiaí.
Ingressos a partir de R$ 44,80 (meia/solidário, primeiro lote, taxa inclusa). O evento terá setores com “open” de comidas e bebidas, além de pistas VIP (premium) comum. Confira outros valores no site http://bit.ly/JundiaiRocks2019. Os ingressos solidários devem acompanhar a doação de 1 kg de alimento não-perecível no acesso ao evento.

Programação:

Palco 1
13h20 – Genomma;
14h40 – Facing Death;
16h00 – Raimundos;
18h20 – Premiere.

Palco 2
12h30 – Velha Estação;
14h00 – Velodkos;
15h20 – Boca de Lobo;
17h40 – Astronova;
19h00 – CPM 22.

Ellen Fernandes
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *