Cia Suno apresenta Malgranda Cirko na série Crianças do Sesc

Com cinco apresentações que somam mais de 17 mil visualizações, a série Crianças #EmCasaComSesc anuncia a atração deste sábado, dia 27: a dupla Cia Suno, formada pela atriz e circense Helena Figueira e pelo palhaço e malabarista Duda Becker. Juntos, apresentam Malgranda Cirko.

Eles prometem muita diversão neste que é o maior espetáculo da Terra, no menor circo do planeta. Malgranda é um “mini circo”, com pano de roda, espias, camarim e picadeiro, em que são apresentados números de mágica, contorcionismo, malabarismos, acrobacias e equilibrismos. A ideia é resgatar o romantismo nômade do circo de lona, aproximando o público da pesquisa cigana e viajante.

A Cia Suno foi fundada em 1998, na cidade de Santos, São Paulo. Helena Figueira e seus amigos sonhavam com a criação de um núcleo de pesquisa cênica na cidade. Com a chegada do palhaço, malabarista, e, por fim, seu marido, Duda Becker, à companhia, perceberam a proximidade que tinham com a linguagem do palhaço, da mímica, do teatro físico e da dança. Hoje, pode-se definir a Cia Suno como uma dupla que agrega parceiros.

A série Crianças #EmCasaComSesc teve início no dia 23 de maio, com a apresentação da Palhaça Rubra; seguiu no dia 30 do mesmo mês com Fortuna; no dia 6 de junho, contou com a participação de Ana Luísa Lacombe; recebeu, no sábado 13, a dupla Tiquequê, e por fim, a atriz Marina Esteves no dia 20. A programação oferece, todos os sábados ao meio-dia, uma atração diferente, ao vivo, para que pais e filhos possam curtir juntos e em segurança diretamente de suas casas. A programação é pensada para o público familiar em tempos de isolamento social por conta do novo coronavírus, que levou ao fechamento das unidades em todo o Estado para evitar a disseminação da Covid-19.

 + Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo.

 

Da Redação
Foto: Lucas Gouveia (Divulgação)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *