Grupo Panela Preta traz seu samba raiz para o Sons da Terra dia 23

Na noite desta sexta, 23, o Sons da Terra, projeto do Sesc, recebe o grupo de samba Panela Preta. O conjunto criado por amigos, em Jundiaí, respeita e cultiva as raízes desse autêntico gênero musical afro-brasileiro. Para essa ocasião, escolheram a música “Clareia, meu pai Ogum”, composição de Ronaldo Panela Preta, inspirada numa noite de lua cheia.

Apresentam-se os músicos Naldinho (cavaco e voz), Jonas Pelé (repique de mão), Jairo Honório (tantan e voz), Márcio Pereira (violão e voz), Jeferson Bolignani (tantanzinho, atabaque e percussão geral), Dinei (pandeiro e voz), com participação especial do convidado João Fernandes (voz).

O vídeo vai ao ar às 20h, e pode ser conferido nas redes do @sescjundiai de sua preferência (Instagram Facebook Youtube).

Grupo Panela Preta

Nasceu no ano 2000, na cidade de Jundiaí, a partir do encontro de amantes do samba, que se reuniam para ouvir música e jogar futebol. No início, como tantos outros grupos, apresentavam-se em aniversários, casamentos, lanchonetes e bares. Aos poucos, o conjunto foi se tornando conhecido na região e começou a se apresentar também na capital.

Primando sempre pela qualidade musical, o Panela Preta foi conquistando respeito e reconhecimento de empresários de grandes casas e os shows se tornaram frequentes, permitindo que os músicos pudessem se dedicar somente à carreira artística.

A partir do lançamento do primeiro álbum, em 2005, o público do Panela aumenta e ele é descoberto por grandes artistas do samba que passam a convidar os músico como banda de apoio. Nessa relação, constam nomes como Almir Guineto, Arlindo Cruz, Sombrinha, D. Ivone Lara, Dudu Nobre, Reinaldo, Royce do Cavaco, Boca Nervosa, Eliana de Lima, Almirzinho (filho de Almir Guineto), Diogo Nogueira, Yara Rocha, Elaine Machado, Tunico Da Vila e outtros. Mais tarde vieram mais discos e o sucesso de público e crítica se consolidou.

Sons da Terra

Lançado em setembro de 2020, o projeto musical Sons da Terra busca colocar em evidência compositores e intérpretes ligados à cidade de Jundiaí. Toda sexta-feira, às 20h, um novo artista tem a oportunidade de brindar o público com uma música de seu trabalho autoral.

Da Redação
Fotos: Divulgação/Sesc Jundiaí 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *