Meus cinco sentidos em Portugal!

Portugal não se resume ao Porto, Lisboa e Algarve! Há sempre, sempre muito mais de Portugal para se conhecer! Franco, uma aldeia a 135 quilômetros do Porto, com seus 250 e poucos habitantes, sim 250 e poucos, faz, sem sombra de dúvidas, você sentir o tempo passar de outra forma.

Melodia das ovelhas encanta os olhos e ouvidos/ Foto: Gio Gaspari

Viver em uma cidade pequena, não significa ter uma vida pequena!

Os seus habitantes dedicam-se essencialmente à agricultura, produções de azeite, amêndoa, cereal, vinho e cortiça. Um conjunto de casas rústicas típicas, muitas delas restauradas, mantendo traços originais, que te chamam para uma estadia memorável de sensações únicas num ambiente natural de belezas sensoriais.

E quando digo belezas sensoriais, incluo todos os nossos 5 sentidos extremamente bem estimulados.

Ouvir o sino da Igreja Paroquial de São Roque de Franco soar de meia em meia hora, das 6 do sol às 10 da lua…é incrível! É sensacional! Juro!

Correr para sentir a melodia que as ovelhas e o seu pastor são capazes de entoar tão bela harmonia, também encanta os olhos com a cena das ruas de pedras estreitas. Chega aos nossos ouvidos e olhares a perfeição de admirar e valorizar que a vida sempre é capaz de oferecer muito mais do que imaginamos.

O prazer de experimentar o aroma frutado do azeite, espesso, com cor de ouro ou amarelo esverdeado, seu sabor amargo, picante ou mais adocicado, suave ou intenso te obriga a entender que tudo isso faz parte da sua viagem.

Experimentar o aroma frutado do azeito/ Foto: Divulgação

Tocar as paredes e estimular a imaginação que remete ao passado, histórias ali já vividas, alegrias e tristezas compartilhadas, tendo o tempo como aliado que caminha sempre a mesma maneira te obriga a descobrir um pouco que herança é um bem maior, passado de geração a geração, e mais uma vez ter a certeza que sentir vale a pena.

Ar puro, vales, montanhas, azeites, oliveiras, sorrisos, sons, cheiros, toques e sabores incríveis criam cenários lindíssimos como tantos outros em Portugal, que quase parecem ter saído de um filme.

Por isso, deixem-me aproveitar e molhar mais um “bocadinho de pão” nessa preciosa gordura e começar como prometido, compartilhar o delicioso sabor dos doces portugueses.

Pra já não vou listar os 10 melhores, vou apenas compartilhar a maravilhosa sensação de se comer um bom doce, português, claro!

Uma nata e um café, “faxavor”/ Foto: Divulgação

Pastel de nata o oficial, pastel de Belém. Pode parecer clichê, mas sempre vale falar dele.

Quente ou não, com canela ou sem, sentado ou em pé, é a primeira dentada que ajuda as papilas gustativas sentirem o que é bom, respirar fundo e saborear a qualquer horário, de qualquer maneira a sensação de que todas as delícias do mundo estão concentradas ali, neste pequeno pedaço que esta em suas mãos acompanhado de um bom café.

Base folhada bem leve e crocante, um creme “controladamente fluido”, sim, controladamente fluido e repleto de sabor, uma película perfeita, é delicioso!

Agora para finalizar, a delícia de se comer um Dom Rodrigo!

Dom Rodrigo, mais um doce histórico/ Foto: Divulgação

Mais um doce histórico, mais um doce bem português. Até onde eu sei é um doce mais comum da região sul do país e para não fugir a regra, acompanhado com um café, faz o contraste perfeito do amargo e do doce.

Porque um Dom Rodrigo só faz bem a boa disposição.

Eu, particularmente, acredito que todos os doces daqui proporcionam isso.

É servido embrulhado em pequenos pedaços de papel alumínio. Lá dentro esconde-se um doce divinal, úmido, onde o sabor amendoado se funde, na perfeição, com os fios de ovos.

É uma ignorância de sabores únicos.

Pra mim, um é pouco, assim como as natas.

Anda lá, vem pra Portugal sentir tudo isso e muito mais!

Para o próximo, mais doces e um pouco do artesanato incrível!

Saudações brasileiras de terras lusitanas.

 

Foto do destaque: Igreja Paroquial de São Roque de Franco/ Gio Gaspari

Gio Gaspari

Gio Gaspari

Mãe, turismóloga, guia de turismo, empreendedora, marketeira e arteira. Apaixonada pelo universo das viagens e por artesanato, sempre dá um jeitinho de escapar da rotina e cair na estrada com o marido e o filho. Atravessou o oceano por amor, e hoje mora no Porto. Vive em terras lusitanas e aproveitando todo esse universo em que vive, dividirá com a paixão que sente as dicas das melhores escapadas.

9 thoughts on “Meus cinco sentidos em Portugal!

  • Outubro 6, 2017 at 4:31 am
    Permalink

    Continue assim , mostrando pra todos um Portugal que poucos conhecem

    Reply
  • Outubro 6, 2017 at 7:14 am
    Permalink

    Lindo Gi. Parabéns. Vou mandar este artigo aos meus parentes que moram em Vila Nova de Gaia.
    Adorei. Quero receber todos . Um grande beijo. Sucesso . Felicidades nesse Portugal querido. Beijocas

    Reply
  • Outubro 6, 2017 at 7:45 am
    Permalink

    Parabéns Gio pela matéria. Deve mesmo ser um lugar cheio de encantos. Vou repassar ao meu irmão q vai novamente aí para a terrinha.
    Bjus

    Reply
  • Outubro 6, 2017 at 8:35 am
    Permalink

    Maravilhosa a iniciativa.

    Reply
    • Outubro 6, 2017 at 8:40 am
      Permalink

      Maravilhosa a iniciativa

      Reply
  • Outubro 6, 2017 at 9:56 am
    Permalink

    Que texto gostoso de ler, adorei!
    Me envie todos. Beijo enorme.

    Reply
  • Outubro 6, 2017 at 12:50 pm
    Permalink

    Gio Gaspari, privilegio poder saber e sentir sobre Portugal através do seu olhar …

    Reply
  • Outubro 6, 2017 at 5:57 pm
    Permalink

    Parabéns Gio, continue a fazer vontade para nós, excelente matéria!!!

    Reply
  • Outubro 27, 2017 at 9:22 am
    Permalink

    Encantador e apetitoso

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *