Museus gratuitos e com programações especiais agitam Aniversário de São Paulo

Em comemoração ao aniversário de 465 anos da cidade de São Paulo, museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado vão ampliar o horário de funcionamento no feriado de 25 de janeiro e terão entrada gratuita na data. Os espaços estarão abertos para visitação até meia-noite e terão programação especial em homenagem à data, com atividades relacionadas à história, à cultura e à diversidade da cidade. Para garantir o acesso à programação, todas as linhas do Metrô e da CPTM vão funcionar em horário especial na data, até 1h. Confira a programação que acontece por toda a cidade:

Na Mooca, o Museu da Imigração abordará os temas arquitetura, patrimônio e a trajetória industrial da cidade. No dia 25, das 9h às 13h, a oficina “A Fotografia e a Preservação Arquitetônica”, ministrada por Claudia Chedid, vai apresentar técnicas de fotografia, propor uma reflexão sobre as ideias e pensamentos de John Ruskin – precursor na preservação de obras – e convidar os participantes a fotografarem os cenários da antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás e as exposições do museu. Para participar, é necessário possuir câmera fotográfica digital e realizar a inscrição pelo email m.souto@museudaimigracao.org.br. Às 14h, será exibido o filme “EntreVilas”, que mostra o cotidiano de vilas e as lutas operárias que marcaram a trajetória industrial de São Paulo. Em seguida, a produção do filme comandará uma roda de conversa com o público e visita à exposição “Sinta-se em Casa”. Os interessados em participar devem enviar um e-mail para inscricao@museudaimigracao.org.br.

Na região da Luz, a Pinacoteca terá, das 10h à meia-noite, os food trucks Box Brothers, Box da Fruta, Igual da Feira e Fogazza Sobre Rodas no estacionamento. Das 11h às 15h, o “Joga Junto” vai promover atividades educativas relacionadas às obras em exposição para as crianças e famílias. Das 13h às 15h, a “Visita Educativa: Ler a Cidade” vai conduzir os participantes a um passeio pelo entorno da região da Luz, com o objetivo de pensar a cidade e seus símbolos, história, arquitetura e mitos de origem. Às 18h, o auditório da Pinacoteca vai ser reinaugurado com pocket-show voz e violão de Zezé Motta, apresentando faixas de “O Samba Mandou me Chamar”, álbum recém-lançado pela cantora. Os visitantes poderão aproveitar, até meia-noite, as exposições em cartaz, entre elas, “Invenção de Origem”, do artista alemão Lothar Baumgarten, que tratam de tempos e ações que contribuíram para as narrativas sobre a origem da vida, “Coleções em Diálogo: Museu Histórico Nacional e Pinacoteca de São Paulo”, com uma seleção de pinturas, esculturas e desenhos dos dois museus e “Rosana Paulino: a Costura da Memória”, maior mostra individual da artista reconhecida pelo enfrentamento de questões sociais que despontam a posição da mulher negra na sociedade contemporânea.

No Jardim Europa, o Museu da Imagem e do Som – MIS, terá um evento pré-carnaval no dia 25, das 11h à meia-noite. Ao longo do dia, três blocos de carnaval – um deles voltado para crianças – vão comandar a festa com muita música. O evento terá também Dj’s, mostra de filmes e oficinas de maquiagem, adereços de cabeça e máscaras. Além disso, a megaexposição “Quadrinhos”, que revela a história das HQs no Brasil e no mundo, terá entrada gratuita, assim como todas as exposições do museu.

No Brás, o Museu Catavento terá atrações para crianças e adultos. Além das exposições, atrações e o borboletário, o “Espetáculo de Mágicas” vai apresentar ilusionismo e abordar os temas química, física e ilusão de ótica em apresentações às 11h30 e às 15h30. Até meia-noite, o público também poderá conhecer a arte do aquarismo na exposição “Aquapaisagismo”, que recria o habitat natural dos peixes, além de visitar as áreas “Engenho”, “Vida”, “Estúdio de TV”, “Terra” e “Astronomia”. A “Oficina de Bonecas Abayomi” vai ensinar os participantes a confeccionar a boneca considerada amuleto pela cultura africana e a “Oficina Construção de Terrário” vai demonstrar como se constrói um ecossistema em escala reduzida, dentro de um ambiente lacrado. Na data, acontece também, às 10h30 e às 15h30, a “Oficina de Youtubers”, em que será ensinado como fazer vídeos usando iPads. No espaço “Bic Educa”, os participantes poderão participar de oficinas de lettering, workshop de slime e aulas de desenho, ilustração e esculturas com canetas. Para quem gosta de tecnologia, em vários horários entre 11h e 16h, a experiência “Venturion – Realidade Virtual 4D” vai proporcionar uma aventura imersiva que combina realidade virtual e efeitos especiais e táteis, em um templo antigo repleto de mistérios, e o “Espaço Drone” vai demonstrar conceitos de física e engenharia por meio da operação de um drone.

Dentro da estação República do Metrô, no Museu da Diversidade Sexual, estará em cartaz a nova exposição “Plural 24h”, com fotografias e desenhos de 12 artistas que mostram situações rotineiras vividas por pessoas da comunidade LGBTI+, como a vida de trabalho, a construção e a relação com o corpo, o preconceito e o empoderamento. 

No metrô Tiradentes, a Sala MAS, do Museu de Arte Sacra, vai inaugurar a mostra “Adagio”, do artista visual paulistano Allann Seabra, sob curadoria de Bianca Boeckel, com esculturas e um site specific em aço corten que abordam questões da memória, da infância e do tempo. Além das obras no metrô, o jardim do Museu, localizado na Luz, também terá esculturas de aço corten em exposição. No MAS, será inaugurada também, no dia 25, a exposição “O Sagrado na Arte Moderna Brasileira”, que reúne obras de artistas modernos – como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Victor Brecheret e Candido Portinari -, populares – entre eles José Antonio da Silva, Agostinho Batista de Freitas e Antonio Poteiro – e contemporâneos – como Alex Flemming, Nelson Leirner e Oskar Metsavaht – que fazem alusão à fé e à religião, de modo claro e explícito ou por meio de metáforas.

Museu da Casa Brasileira, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, vai comemorar o aniversário da cidade, às 11h, com show do sambista Chocolatte e a Velha Guarda da Vila Maria, que vão levar ao palco o melhor do samba raiz e canções de “Herança Popular”, o mais recente trabalho de Chocolatte. A partir das 20h, o Museu recebe a Fizz Jazz, com seu swing e tradicional jazz. Temas clássicos serão tocados de maneira própria e cheia de energia, além de músicas autorais dentro do estilo. Os amantes da história da metrópole poderão ainda participar de visitas orientadas ao acervo com o Educativo MCB, acerca do tema ‘A casa paulista nas coleções do Museu’, em dois horários: às 18h30 e às 21h30. O Restaurante Santinho do MCB também participa da homenagem à cidade de São Paulo: além do menu habitual do almoço, oferecerá, das 19h às 23h, um cardápio especial, inspirado na gastronomia paulista, além dos serviços de bar, com caipirinhas, bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Quem quer conhecer mais sobre a história de São Paulo poderá aproveitar também a exposição “A Casa e a Cidade – Coleção Crespi Prado”, que apresenta as transformações urbanas que aconteceram na primeira metade do século 20. Vale conhecer também as exposições em cartaz “32º Prêmio Design MCB”, “Concurso do Cartaz” e “Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB”.

Na Avenida Paulista, às 10h, a Casa das Rosas vai convidar os visitantes para um café da manhã e conversa sobre a relação de Haroldo de Campos e o romance “Macunaíma”, de Mário de Andrade. Até meia-noite, os visitantes poderão aproveitar as exposições em cartaz no espaço, como “Casa das Rosas: Arquiteturas da Memória”, que conta a história do imóvel, sua preservação, utilização e contexto na cidade de São Paulo.

No Pacaembu, o Museu do Futebol promove, das 10h às 17h, o “Férias no Museu”, espaço na área externa do museu com brincadeiras, jogos, oficinas e atividades, além de recreadores realizando uma série de dinâmicas. Das 14h às 15h30, a atividade “Caixa Preta” vai desafiar os participantes a descobrirem quais objetos do universo do futebol estão dentro de uma caixa preta utilizando apenas o tato. O público também poderá visitar, até meia-noite*, as exposições do museu, entre elas “Clássico é Clássico e vice-versa”, que traz dados, objetos e curiosidades de grandes rivalidades espalhadas por todo o Brasil. *O museu fechará durante o horário do jogo da final da Copa São Paulo de Futebol Junior. Após o jogo, o museu será reaberto.

Da Redação
Foto:  Alexandre Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *