Jundiaí recebe exposição internacional “Máscaras Impermanentes”

Usando a morte como metáfora às perdas perceptivas que o mundo contemporâneo nos impõe, a exposição “Máscaras Impermanentes” chega à Casa da Cultura Jundiaí, no Complexo Fepasa, com exibição gratuita entre os dias 8 de abril e 4 de maio.

O projeto do artista visual Alessandro Celante propõe uma experiência estética imersiva que começa na captação das imagens, quando os retratados são submetidos a um processo de desligamento dos sentidos ao deitarem-se em uma pequena piscina com água e gelo seco, e segue com as interações do público entre os tecidos translúcidos que ganham rostos.

A exposição acontece em Jundiaí através do Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo (ProAC SP) e tem apoio das Unidades de Gestão de Cultura e de Educação municipais. Apesar de Celante viver na cidade e ter realizado breves intervenções por aqui nos últimos anos, é a primeira vez que o projeto é recebido de maneira solene — resultado de parceria com o produtor Gustavo Koch. Antes, circulou por Havana (Cuba), Monterrey (México) e Montevidéu (Uruguai), além de figurar em diversos festivais de fotografia pelo Brasil.

O fotógrafo Alexandre Celante e suas “Máscaras Impermanentes”. Foto: Andrés Cribari

O público poderá visitar gratuitamente de segunda a sexta das 9h às 21h, e aos sábados e domingos das 9h às 16h. Na programação estão encontros educativos e com o artista. Nos dias 11, 25 e 26 de abril e 3 de maio, das 16h às 18h, os visitantes poderão visitar a exposição e tirar dúvidas diretamente com Alessandro Celante. Já em 27 de abril, o projeto promove dois encontros educativos com mediação do Núcleo 12, grupo de arte educação coordenado pelas artistas Mariana Benatti e Paula Pìmenta, onde serão realizadas dinâmicas e jogos às 10h30 e 14h.

Outra importante ação envolve os alunos do Centro Municipal de Ensino de Jovens e Adultos (CMEJA) e professores de artes da rede municipal, que terão acesso exclusivo a atividades formação e visitas educativas. “É fundamental que cultura e educação estejam alinhadas nos dias de hoje, em prol de uma sociedade mais consciente e empática”, observa Gustavo Koch, produtor executivo do projeto. “Queremos que esses encontros sejam transformadores para os participantes”.

A Casa da Cultura Jundiaí fica no Complexo Fepasa, na Av. União dos Ferroviários, 1760, Centro. O telefone para informações é (11) 4585-9750.

 

Da Redação
Foto destaque: Ignácio Aronovich

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *