Escritora carioca radicada em Jundiaí cria videoperformance poética

Recitando o poema que dá nome à sua videoperformance `Oyás, Mães do Vento´, a escritora Marina Farias, carioca radicada em Jundiaí, mergulha na ancestralidade da mulher, explorando suas múltiplas feições. Por intermédio da dança, do movimento e da reza, a performance ganha contornos de um ritual que louva a relação da mulher com a força do vento, com a fluidez das águas e com os nutrientes que colhe da mãe terra. Concebido e gravado durante o atual o período de isolamento, o material está disponível em todas as redes sociais do Sesc Jundiaí e já pode ser conferido desde o dia 18/8.

Da periferia do Rio de Janeiro, Marina escreve poesias, contos e narrativas desde pequena. Cursou Letras e Literaturas de 2010 a 2014 pela UFRRJ e se mudou para São Paulo em 2015, quando começou a recitar suas poesias.

Atualmente em Jundiaí, a artista acredita que as pautas políticas e sociais, apesar de importantes, não são tudo o que define artistas negros, indígenas e mestiços. Confira a videoperformance clicando na rede social do @sescjundiai de sua preferência:

Instagram

Facebook

Twitter

Youtube

Da Redação
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *